Enter your keyword

Como a Starbucks influenciou Rogue One

Como a Starbucks influenciou Rogue One

Como a Starbucks influenciou Rogue One

POR MEIO E MENSAGEM

O inglês Gareth Edwards, que já dirigiu sucessos como Rogue One, Godzilla e Monstros, foi um dos palestrantes do SXSW que entrou para a lista das salas lotadas. Tamanha a procura para ouvir Gareth falar sobre Rogue One. Quem esperava bastidores técnicos, tecnologia e efeitos acabou recebendo um conteúdo muito mais de inspiração e bastante bem-humorado.

Durante a apresentação, ele contou um pouco sobre seu processo que criativo. Falou de como se inspirou para criar o planeta Scarif, em Rogue One. “Eu estava em reunião com um dos roteiristas do filme para criar o nome do planeta. Dei uma pausa e fui tomar um café na Starbucks quando anotaram meu nome no copo escreveram errado, ficou Scarif e eu disse pronto, já temos o nome”, contou Gareth.

Para Eduardo Martins, diretor de projetos da DM9, a palestra de Gareth serviu para mostrar o quanto ele soube construir seu estilo reunindo varias referências. “Ele deu enfoque nesse respeito e gratidão que ele tem pelos grandes mestres do cinema que vieram antes dele. Não é subserviência, é um respeito e admiração”, diz Martins.

O diretor também contou um pouco de sua experiência de liderança mostrando que prefere a interação no set ao rigor. “Apesar de piegas, foi legal ouvir sobre a forma como ele trilhou a carreira. Ele sempre quis ser diretor de cinema, desde pequeno. Então ele foi falando o que admirava em diretor por diretor para criar a identidade dele. Ou seja, foco e referência”, diz Martins.

Related Posts

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.